Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 18/10/2019 | Categoria: APAC em destaque
Voltar

APAC desenvolve Projeto Nascentes do Ipojuca

A Apac, através do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Rio Ipojuca, pôs em execução o Projeto Nascentes do Ipojuca, com o intuito de recuperar 67,34 hectares de áreas de preservação permanentes (APP´s) de nascentes e margens de rios e riachos localizadas em cinco assentamentos rurais do INCRA: Gaipió, Amazonas, Soledade, Crauassu e Bonfim, no município de Ipojuca.

 

O projeto tem como foco a sustentabilidade ambiental e social, através do isolamento dos fatores de degradação das áreas, condução da regeneração natural, controle de competidores, recuperação do solo, plantio de adensamento, plantio de enriquecimento, plantio total e sistemas agroflorestais. Surgindo da necessidade de preservação e recuperação das florestas ciliares, que são produtoras naturais de água, o projeto tem como objetivo último o provimento dos serviços ambientais hidrológicos que contribuem para a garantia de disponibilidade de água para as populações rurais diretamente com ele relacionadas, assim como para a região estratégica de SUAPE.


Em parceria com a Prefeitura Municipal do Ipojuca e com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a APAC deu início ao projeto em 29 de julho de 2019, com ordens de serviço a duas empresas especializadas, para execução dos projetos executivos individuais em cada parcela beneficiada pelo projeto.

 

Uma das contratadas executa o isolamento das áreas a serem recuperadas por meio de cercamentos, num total de até 45 quilômetros de cercas, distribuídas entre as 114 parcelas dos cinco assentamentos, para o que tem 4 meses de prazo.

 

A outra contratada tem 18 meses para executar a preparação e recuperação do solo dessas áreas, o controle de competidores, o plantio com espécies nativas da mata atlântica associado ao sistema agroflorestal, visando, além da recuperação das APPs, a geração de oportunidade econômica aos parceleiros, com a comercialização de frutas e verduras oriundas das áreas beneficiadas pelo projeto.

 

Os parceleiros, que aderiram voluntariamente ao projeto, também estão recebendo capacitação em oficinas com foco na temática “água, restauração florestal, meio ambiente e sistemas agroflorestais”, que objetiva também fortalecer os vínculos de cada um deles com o Projeto, com informações periódicas e sistemáticas sobre sua execução.

 

Após os 18 meses, a Prefeitura do Ipojuca dará manutenção ao Projeto por mais 10 meses, totalizando 28 meses de sua execução. A iniciativa totaliza um investimento de 3,8 milhões de reais, beneficiando diretamente 114 famílias assentadas, além do território estratégico de SUAPE.